sábado, 2 de dezembro de 2017

Reconciliação


“Sara-me, e eu serei sarado”...
Jeremias 17.14


No ano passado, meu marido e eu fomos presenteados com uma estadia em um hotel em Poços de Caldas. Estava tudo pago, a estadia com todas as refeições.
Foi tudo perfeito. A viagem de carro até lá nos mostrou como o interior de SP tem estradas lindas, a cidade de Poços, o ar  tranquilo  da cidade, o acordar com o som dos pássaros  com uma vista linda  das montanhas, foram cinco dias perfeitos de uma viagem dada por Deus pra nós.
Nossa viagem aconteceu no meio do caos e ir pra Poços foi o meio para descansarmos alguns dias. No ultimo dia, estávamos no quarto do hotel assistindo pela tv ao Congresso de Mulheres Diante do Trono e de repente aquelas palavras entraram como uma faca no meu coração.
Fui tomar banho e no chuveiro me derramei em lagrimas. O Espirito Santo me trouxe a memoria as muitas vezes em que eu acusava meu marido pelas nossas dificuldades. Quantas vezes o fiz pensar que a culpa era dele, e mesmo sabendo que ele é um homem amoroso e bondoso, se eu o tinha ferido, eu nem tinha percebido até aquele dia. Deus preparou aquela viagem para que eu me acertasse com ele e assim, não haver nenhuma rachadura em nosso casamento.
Quando vivemos dias ruins é fácil a gente colocar a culpa no outro. Nos isentamos de tantas coisas que não enxergamos aonde estamos errando. Isto acontece no casamento e em outros tipos de relacionamentos. Na igreja mesmo, nos magoamos muitas vezes e pedir perdão é uma atitudes dos bravos. Não vou mentir, houve muitas vezes  que eu queria arrumar uma boa briga para me justificar ou defender a mim ou minha casa. E arrumei. Muitas vezes eu quis que ninguém mais entrasse na minha casa ou na minha vida.  Muitas vezes eu achava que a culpa era do outro e eu a vitima.  O fato é que no reino de Deus, ganha aquele que perde. Se quisermos ganhar a nossa vida, vamos perdê-la e eu acredito que o segredo é confiar em Deus, nos humilhar diante Dele para que Ele endireite o nosso caminho e restaure os nossos relacionamentos.
O dia mau é o dia perfeito para mostrar no espelho como está verdadeiramente o nosso coração, diante de Deus e das pessoas.

Ainda hoje me dói quando lembro de alguns comportamentos que eu tive lá trás. Há um tempo perguntei ao meu marido se havia algo nele, no fundo do coração que houvesse qualquer sinal de magoa e graças a Deus a resposta foi não.

Curtiu o Blog? Registre aqui!